Airbnb é realmente mais barato que um quarto de hotel?

Você já parou para pensar se o maior aplicativo do mundo de hospedagem que não tem nenhum ativo constuído, o AirBnb, ainda tem preços mais baratos que hotéis?

Atualmente, viajar ficou muito mais fácil. Alie uma combinação de fatores como: companhias aéreas de baixo custo e compartilhamento de viagens, com aplicativos que democratizam a experiência e otimizam seu bolso a gastar menos, a economia compartilhada, deixam as viagens mais acessíveis do que nunca.

Ainda assim, quando se trata de encontrar um lugar para ficar, os quartos de hotéis tendem a custar uma pequena fortuna.

Hoje em dia, existem soluções para pessoas que tentam poupar dinheiro graças à ascensão da economia de compartilhamento, particularmente sites como Couchsurfing e AirBnb. Ambos os serviços dão aos hotéis uma briga no que diz respeito a captação de recursos de clientes, visto que cada vez mais a democratização da tecnologia permite as pessoas a fazerem mais com menos.

Mas, quanto é que o Airbnb realmente salva o bolso das pessoas nas grandes cidades?

O site alemão de reservas de hotéis HRS divulgou dados sobre os preços dos hotéis nas principais cidades do mundo, sendo Nova York a mais cara, com uma diária média de US$ 306 por noite. O AirDNA é um site que rastreia e analisa o mercado do AirBnb e, de acordo com seus dados, uma sala do AirBnb em Nova York custaria, em média, US$ 187 por noite.

Isso salvaria os viajantes de impressionantes US$ 119, que poderiam gastar em todas as atrações que a Big Apple tem a oferecer.

Cozinhar em um apartamento do AirBnb e evitar restaurantes caríssimos também pode economizar ainda mais dinheiro para viajantes com orçamento limitado, como preferencialmente fazem os mochileiros!

A tendência do AirBnb bater o hotel se repete na maioria das cidades, como pode ser visto no infográfico a seguir, mostrando dados em oito dos principais destinos turísticos do mundo:

airbnb é mais barato que hotel?

Fonte: AirDNA, HRS

Escolher um AirBnb em Tóquio, por exemplo, pode fazer você economizar US$ 127 por noite.

É claro que alguns viajantes ainda preferirão ficar em um hotel apesar dos custos mais altos, ressaltando que ele nega o estresse de procurar por um apartamento apropriado no site do AirBnb, pegar a chave com o proprietário, integrar-se em conversas com estranhos para alinhar como será a hospedagem, etc.

AirBnb app

AirBnb app (Foto: B9)

Fato é que o AirBnb veio para ficar e muitas pessoas já estão preferindo esta opção ao invés de hotéis.

Artigo traduzido e adaptado de Statista

Quer mais Move, Learn e Enjoy na sua vida?

Curta nossa página no Facebook

Veja nossas fotos no Instagram