Trabalho voluntário na Turquia

Compreenda como é fazer intercâmbio voluntário na Turquia

Intercâmbio voluntário transforma a maneira como você vê o mundo a sua volta e te adiciona uma bagagem infinita de aprendizado para vida.

Confira a história do Alex Pinheiro da Silva e seu intercâmbio voluntário na Turquia!

Mesquita azul em Istambul

Mesquita azul (Foto: Alex Pinheiro da Silva)

Descrever em um texto todo a aprendizado que eu tive durante meu intercâmbio voluntário pela AIESEC é talvez um desafio quase tão grande quanto realizar o mesmo. Digo isso pois a experiência que eu vivi morando em Istambul por quase dois meses, dando aulas de inglês e cultura gerais para crianças carentes, foi algo que literalmente transformou minha vida. (tanto minha mentalidade, quanto propósito de vida).

Trabalhei como voluntário no programa Magic Steps pela AIESEC Istanbul Asia na Turquia.

Foi realmente muito desafiadora toda a experiência, o programa da AIESEC literalmente me tirou da zona de conforto e me fez rever diversos conceitos que  tinha a respeito de questões culturais, éticas e profissionais.

Meu primeiro dia dando aula para as crianças foi bem intenso, digo isso tanto em relação às atividades quanto à algumas situações que vivenciei.

Logo quando cheguei na escola, descobri que estávamos dando aula para crianças que se inscreveram em um curso de verão de línguas e que elas passariam as férias com a gente (professores voluntários, de diversos países).

Durante a primeira aula do curso, a qual passei toda a noite anterior preparando, vi que três crianças estavam um pouco distraídas e comecei a me questionar se o problema era a aula. Após um certo tempo, percebi que elas estavam um pouco pálidas, e ao conversar com elas descobri que não tinham tomado café da manhã pois suas família não tinha dinheiro para isso.

Ensinando criança carente na Turquia (Foto: Alex Pinheiro da Silva)

Naquele momento entendi o significado de “crianças carentes” e de quanto nós poderíamos ter um real impacto na vida deles, como professores e amigos.

Entre aulas de línguas, filmes de animação da Disney e dinâmicas com temas atuais, fui criando uma relação de confiança e amizade com algumas crianças, que acabei “apadrinhando” por afinidade, o que deixou o momento de dizer adeus, após o final do programa, muito mais difícil.

Fiquei impressionado e comovido de como elas são inteligentes, sinceras e puras de coração, algo que após certo tempo me fez rever muito sobre meus conceitos pessoais (sim, foram as pessoas que mais me ensinaram durante meu intercâmbio).

Também tive o prazer de aprender muito sobre outras culturas além da Turquia e de viver o choque cultural tendo contato com outros intercambistas voluntários do meu projeto, que se tornaram grandes amigos meus após essa experiência.

amigos intercambistas

Amigos intercambistas (Foto: Alex Pinheiro da Silva)

Eles vinham todos os países que você pode imaginar: Palestina, Ucrânia, China, Marrocos, Tunísia, Turquia, Egito, Cazaquistão, Rússia, Espanha, Grécia, Alemanha, Quênia, Geórgia e Irã.

Mas nada disso seria possível se eu não tivesse tido um suporte tão bom da AIESEC de Florianópolis no Brasil, como a AIESEC Istanbul Asia na Turquia.

Saiba mais sobre AIESEC

Na verdade quando me inscrevi no programa não fazia ideia de quão bem organizado seria o projeto e o quão bem acompanhado eu seria. Hoje olhando para trás, vejo quanta dedicação e quanto as pessoas que trabalham lá enxergam o propósito do trabalho voluntário e que, de fato, nós podemos mudar o mundo.

Quando eu falo isso não estou sendo um sonhador ou sendo exagerando, pois me refiro que podemos mudar o mundo de muitas pessoas através desses projetos e isso para mim já é fazer a diferença.

Morar em Istambul foi um experiência totalmente diferente, entre mesquitas e ruínas da antiga Constantinopla você podia ver também uma cidade antiga que está se modernizando e que recebe pessoas do mundo inteiro.

atrativo em istambul

Atrativo em Istambul (Foto: Alex Pinheiro da Silva)

É uma cidade que você enxerga logo de cara o contraste entre o novo e o antigo, mas que com certeza faz questão de manter suas tradições e culturas.

Passeio em Istambul

Passeio em Istambul (Foto: Alex Pinheiro da Silva)

Istambul está situada em um país que é dividido entre a cultura Europeia e Asiática, ou seja, inglês era um idioma que eu praticamente não escutava nas ruas, fato que me fez aprender um pouco de turco para poder falar com as pessoas no comércio em geral.

Depois de algum tempo isso me fez aprender mais sobre a cultura do país e com que as pessoas lá começaram a me olhar de uma forma diferente a partir do momento em que eu tentava falar na língua local, por mais que eu não falasse direito.

Essa foi uma das minhas grandes lições no intercâmbio:

“Mostre interesse sobre a cultura do país que vocês está morando, que as pessoas irão te respeitar por tentar entender a cultura deles.”

Dados do Intercâmbio:

Período de realização: Dezembro de 2016 à Janeiro de 2017
País de destino: Turquia
Projeto Realizado: Magic Steps

Quer saber mais como realizar um intercâmbio como esses?

Clique aqui e faça suas malas!

Quer mais Move, Learn e Enjoy na sua vida?

Curta nossa página no Facebook

Veja nossas fotos no Instagram

Intercâmbio voluntário no Peru

Explorando as experiências de intercâmbio voluntário no Peru

Peru me ofereceu uma das melhores e mais loucas experiências da minha vida, o meu intercâmbio voluntário em Lima.

Eu sou Estela Mírian de João Pessoa, Paraíba, e vim falar um pouco desta maravilhosa etapa em minha vida.

Sempre quis fazer um intercâmbio. Tentei diversos programas do governo, fiz seleções, mas nunca parecia que era a hora, nunca parecia que eu iria passar por mais que eu tentasse.

A ideia de viajar sozinha, por conta própria com meu próprio dinheiro e sem ninguém conhecido por perto me aterrorizava.

Sem falar da minha condição financeira que me impossibilitava de realizar diversos sonhos.

Continue reading

trabalho voluntario portugal idosos

Trabalho voluntário em Portugal com idosos

CRESCIMENTO PROFISSIONAL E PESSOAL – TRABALHO VOLUNTÁRIO EM PORTUGAL COM IDOSOS

TEXTO ENVIADO POR CAROLINE QUIXABEIRA

Caroline Quixabeira procurava meios para se desenvolver profissionalmente e pessoalmente, quando soube das oportunidades oferecidas pelos projetos de trabalho voluntário da AIESEC.

Escolhi um país que eu gostasse e que eu fosse me sentir 100% segura. Então parti para PORTUGAL!

O trabalho voluntário em Portugal era em um lar de idosos em Taipas, cidade vizinha a Guimarães.

Continue reading

Intercâmbio na Romênia

TEXTO ENVIADO POR LUCAS MALACARNE ASTORE

Em meados de 2014, surgiu em mim uma vontade muito grande de viver algo diferente na minha vida, algo que faria com que eu crescesse como pessoa.

A ideia de fazer um intercâmbio sempre esteve na minha mente, mas parecia ser algo muito distante. Até então só conhecia as modalidades que as agências ofereciam e que custam bastante dinheiro.

Além disso, sentia que não me encaixava naquelas propostas.

Continue reading

Trabalho voluntário transforma vidas

Viajar com a AIESEC para Colômbia me transformou! Hoje, olhando para trás, percebo realmente o quanto.

É engraçado como se expor a situações novas, sair da zona de conforto e buscar ultrapassar suas próprias limitações pode te ensinar tanto, e em tão pouco tempo.

Continue reading

Intercâmbio voluntário na Polônia

Existem 3 coisas que eu pensei que não sabia antes de fazer meu intercâmbio social pela AIESEC:

  • Como me relacionar (bem) com crianças;
  • Como me relacionar (de maneira compreensível) com poloneses;
  • Como dizer sim sem pestanejar nem duvidar, quando a oportunidade aparece.

Lembro que quando conheci a AIESEC e o Cidadão Global, fiquei apaixonada. A ideia de juntar uma viagem com trabalho voluntário em uma única experiência era sensacional e, a partir daquele momento, o intercâmbio social passou a ser meu “plano para o próximo verão”.

Continue reading

Intercâmbio social em Quito

A gente sabe que o intercâmbio social da AIESEC é sobre impacto positivo em uma sociedade, saída da zona de conforto e desenvolvimento de liderança.

O que a gente não sabe é que a princípio, nessa saída de zona de conforto, você começa a se perguntar se realmente está pronta para isso, e quando está perto do fim, suas lágrimas estão sendo seguradas, porque você não quer deixar aquilo, você finalmente entende as engrenagens e não quer parar.

Continue reading

Medellín e seus encantos

Como tudo começou

Estava no fim de uma experiência dentro da empresa júnior de administração do Ceará e com sede de uma nova aventura tão transformadora quanto foi à de presidente de uma entidade. E tinha certo que eu queria conhecer a Índia, pois achava que ela me proporcionaria uma coisa totalmente diferente do que as já vividas.

Continue reading

Intercâmbio social na Itália

Em janeiro de 2015, embarquei para a cidade de Brescia, na Itália, para viver uma experiência marcante: lecionar tópicos de Direitos Humanos e temas da atualidade para jovens italianos.

Sei que essa história foi perfeita devido ao suporte impecável da AIESEC em Campo Grande – que acompanhou todo o processo, desde os meus primeiros passos na busca por vagas até meu retorno ao Brasil – fazendo com que eu crescesse como um verdadeiro cidadão global!

Continue reading

Medellín – experiência para a vida

Como tudo começou

Depois de um ano conturbado em 2013 por ter perdido meu primeiro vestibular, iniciei o ano de 2014 com a sensação de que mais nada de bom poderia me acontecer naquele ano: fui aprovada entre os primeiros lugares em duas universidades no curso que eu sempre sonhei estudar, Jornalismo.

Apesar da relutância dos meus pais em relação ao Jornalismo, tinha um namorado super companheiro e, mesmo estando só em fevereiro, aquele ano já tinha sido rotulado como “o melhor de todos os tempos”.

Continue reading