Vila do Chaves

Isso, isso, isso!!! Zaz, zaz e zaz!!!

Quem nunca ouviu estas palavras não sabe o que é chorar de rir com as histórias cômicas do seriado Chaves, conhecido oficialmente como El Chavo del Ocho, no México, seu país de origem.

Roberto Gómez Bolaños, ou “Chespirito” (pseudônimo), é o criador do seriado icônico Chaves e também quem encenava o menino pobre, sempre com fome e amante dos sanduíches de presunto.

Infelizmente ele faleceu em Novembro de 2014 com 85 anos, mas deixou um legado de alegrias e histórias marcantes que foram encenadas em 277  episódios na famosa Vila do Chaves.

A Vila do Chaves era onde tudo acontecia e a história se desenrolava (menos nos episódios especiais em Acapulco!) e os fãs do Chaves terão o privilégio de conhecê-la!

Uma reprodução da Vila do Chaves foi feita em São Paulo para que os fãs e qualquer amante dos personagens marcantes do seriado mexicano pudessem fazer uma imersão por lá.

A exposição da Vila do Chaves ficará em cartaz até dia 27 de Março (domingo) e ocorre no Memorial da América Latina (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda), na cidade de São Paulo.

Para realizar a visitação, é cobrada uma taxa de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) entrada.

A venda dos ingressos é feita pelo site da Ingresso Rápido e pela bilheteria instalada no prédio da Administração do Memorial (funcionamento das 9 às 18 horas).

Eu visitei a exposição no primeiro dia (20 de Fevereiro de 2016) sem ao menos saber que era a data do lançamento do atrativo.

Haviam muitas pessoas na fila e uma certa aglomeração, mas acabou dando tudo certo.

Chaves fazendo "isso, isso, isso" (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Chaves fazendo “isso, isso, isso” (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Antes de entrar na Vila do Chaves, você poderá visitar a loja de produtos oficiais do personagem e tirar fotos com algumas imagens do Chaves que estarão coladas na parede.

Após aguardar seu horário de visitação, você será levado para conhecer um pouco melhor o mundo do seriado Chaves.

1- História da série Chaves e de Chespirito

Na primeira parte da exposição da Vila do Chaves você poderá conhecer a cronologia do seriado Chaves, criado por Roberto Gómez Bolaños, o “Chespirito”.

Cronologia do seriado (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Cronologia do seriado (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Este espaço também possui dois barris do Chaves (um em cada extremidade da sala de exposição), onde é possível tirar sua primeira foto no barril.

Barril do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Barril do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Contudo um deles não possui abertura para você tirar foto dentro do barril.

Barril e Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Barril e Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Ainda na primeira parte da visitação, você encontra uma porta da barbearia (peluqueria).

Peluqueria (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Peluqueria (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Um ponto negativo que achei da visitação é que o limite de visitantes de cada horário é muito alto.

Visitantes na Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Visitantes na Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Em algumas partes ficam muitas pessoas aglomeradas, principalmente na porta de transição entre a sala de exposição inicial e a Vila do Chaves.

Visitantes da exposição (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Visitantes da exposição (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

2- Vila do Chaves

Na segunda parte da exposição, a Vila do Chaves entra em destaque, mostrando o ambiente principal onde foram filmadas as cenas da série.

Parede da Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Parede da Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Aqui é possível andar pelo pátio e tirar foto na escada e próximo a casa 23, na frente da casa da Dona Florinda (casa 14), da Dona Clotilde ou Bruxa do 71 (casa 71) e da frente da casa do Seu Madruga (casa 72).

Pátio da Vila do Chaves (Foto: Werther Santana)

Pátio da Vila do Chaves (Foto: Werther Santana)

Casa 23 (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Casa 23 (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

É possível até chorar no mesmo lugar onde o Kiko chorou em diversos episódios, quando seu Madruga dava um beliscão ou batia nele.

Muro do Kiko (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Muro do Kiko (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Uma ação interessante que eu achei foi que há uma fotógrafa que tira fotos de você no barril e postam na fanpage do Memorial da América Latina.

Barril na Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Barril na Vila do Chaves (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Após aproveitar todo o espaço do pátio da Vila do Chaves, chega a hora do último cenário, a casa do Seu Madruga!

3- Casa do Seu Madruga

Na casa do Seu Madruga (que não pagou o aluguel até hoje!) você poderá conhecer a sala de estar, a mesa de jantar e a área de troféus de boxe.

Sala de estar  (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Sala de estar (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Estande de troféus do Seu Madruga e seu retrato com a cara de quem viu o Seu Barriga e fugiu para não pagar o aluguel.

Troféus do Seu Madruga (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Troféus do Seu Madruga (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Só não sei porque se o Seu Madruga tem tantos troféus e não era famoso no seriado (a não ser por não pagar o aluguel)!

Estante de torféus  (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Estante de torféus (Foto: Matheus Pinheiro de Oliveira e Silva)

Essa era a última área da exposição da Vila do Chaves.

Em geral a atração é boa e surpreende pelos detalhes da Vila, mas poderia ser mais marcante caso tivesse outros espaços do seriado, como o outro pátio, o restaurante da Dona Florinda e se houvesse oportunidade de conhecer a casa da Bruxa do 71.

Curiosidade:

A Vila do Chaves já esteve no Memorial da América Latina no final de novembro de 2014, quando houve uma homenagem ao ator Roberto G. Bolãnos que faleceu naquele período.

Cerca de 40 mil pessoas prestigiaram o ator e reconheceram seu trabalho, formando longas filas de espera para ver uma das principais peças do cenário – o famoso barril do Chaves.

Dados gerais:

Exposição – A Turma do Chaves
Período:
20 de fevereiro de 2016 até 30 de abril de 2016
Local: Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, Barra Funda, São Paulo (próximo à estação Barra Funda do Metrô – linha vermelha)
Quanto: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Vendas: Pelo site da Ingresso Rápido e na bilheteria do prédio da Administração do Memorial (9 às 18 horas)

Quer mais Move, Learn e Enjoy na sua vida?

Curta nossa página no Facebook

Veja nossas fotos no Instagram

matheus template_editado-1

Posted in São Paulo and tagged , , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *